VIAGENS E IMAGENS 

images/navbar1x4.gif

 HOME  |  DESTINOS  |  QUEM SOMOS  |  CONTATO  |  DICAS
 
Principais destinos:
Belém
São Luis
Fortaleza
Natal
João Pessoa
Recife
Maceió
Aracaju
Salvador
Rio de Janeiro
São Paulo
Curitiba
Florianópolis
Porto Alegre
Belo Horizonte
Palmas
Brasília
Porto Velho
Vitoria e Vila Velha
Manaus
Boa Vista
 
Destinos Nacionais
 
Destinos Internacionais
 
Destino dos sonhos
 
Roteiros
 
Bate e Volta
 
Página inicial
 


PARATY

Paraty possui atrações para todos os gostos e idades, além de seu centro histórico, diversas cachoeiras, trilhas ecológicas, ilhas e praias paradisíacas ao seu redor. Todos esses atrativos contam com serviços locais especializados para atender os visitantes.
"A Cidade de Paraty é considerada um dos conjuntos arquitetônicos coloniais mais perfeitos e harmoniosos do país."
Com uma área total de 933 km2 e uma localização privilegiada, Paraty está situada no litoral Sul à 236 kms da Capital do Rio de Janeiro e a 247 kms da cidade de São Paulo. Este trecho possui uma Mata Atlântica muito rica em fauna e flora e isso garante cenas espetaculares aos olhos de quem visita o local.
Centro Histórico de Paraty. Bela cidade colonial, considerada Patrimônio Histórico Nacional, preserva até hoje os seus inúmeros encantos naturais e arquitetônicos. Passear pelo Centro Histórico de Paraty é entrar em outra época, onde o caminhar é vagaroso devido às pedras "pés-de-moleque" de suas ruas. As construções de seus casarões e igrejas traduzem um estilo de época e os misteriosos símbolos maçônicos que enfeitam as suas paredes nos levam a imaginar como seria a vida no Brasil de antigamente. A proibição do tráfego de automóveis no Centro contribui para esta viagem pelo "Túnel do tempo". A cidade foi fundada em 1667 em torno à Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, sua padroeira. Teve grande importância econômica devido aos engenhos de cana-de-açúcar (chegou a ter mais de 250), sendo considerada sinônimo de boa aguardente. No século XVIII, destacou-se como importante porto por onde se escoava das Minas Gerais, o ouro e as pedras preciosas que embarcavam para Portugal. Porém, com a construção de um novo caminho da Estrada Real, desembocando diretamente no Rio de Janeiro, levou a cidade a um grande isolamento econômico. Após a abertura da Estrada Paraty-Cunha,e principalmente, após a construção da Rodovia Rio-Santos na década de '70, Paraty torna-se pólo de turismo nacional e internacional, devido ao seu bom estado de conservação e graças às suas belezas naturais.
As ruas foram todas traçadas do nascente para o poente e do norte para o sul. Todas as construções das moradias eram regulamentadas por lei, podendo pagar com multa ou prisão, quem desobedecesse as determinações. A maçonaria deixou sua forte marca nas fachadas dos sobrados com desenhos geométricos, em relevo. O Centro Histórico, considerado pela UNESCO como "o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso" é Patrimônio Nacional tombado pelo IPHAN. Sua ruas, protegidas por correntes que impedem a passagem dos carros, preservam ainda o encanto colonial, aliado a um variado comércio e a expressões culturais e artísticas muito intensas. Os carros apenas podem circular pelas ruas que fazem limite com o Centro: Patitiba, Domingos G. de Abreu, Aurora e Rua Fresca. A maioria das ruas do Centro Histórico tem 2 nomes, fruto de decretos municipais conflitantes com o costume já instalado.
A cidade é e sempre foi muito fotografada e isso faz com que o turista possa registrar momentos inesquecíveis para sua vida.
Algumas atrações são interessantes para visitar no centro histórico, as igrejas, as lojas, o cais do porto, as construções com detalhes maçônicos, a Casa da Cultura de Paraty com exposições sempre muito interessantes e o resto todo do centro histórico vale a pena conhecer.
Quando se caminha vagarosamente nas pedras "pé-de-moleque" dispostas nas ruas de Paraty, a impressão que se tem é que o tempo parou por aqui e aos poucos você vai entrando no clima da cidade que mais parece um cenário de cinema, as charretes passando pelas ruas, a maré que quando sobe, alaga ruas da cidade, as pessoas, os detalhes e até a pinga que uma vez experimentada, você compra na hora uma garrafa para levar.
Além do carisma do povo paratiense, a cidade conta com uma estrutura receptiva bem equipada e uma rica programação cultural durante o ano inteiro. Os melhores eventos são o tradicional carnaval, o festival da pinga, o reveillon e o evento de maior destaque a FLIP "Festa Literária Internacional de Paraty" que acontece anualmente.
Mas não é só de história e cultura que vive o município. Paraty tem ecoturismo, tem surfe, tem gastronomia e muita praia bonita também.
Aqui + 115 fotos de Paraty

 

 


O que ver e fazer: As praias de Paraty ficam afastadas da cidade e a melhor maneira de conhecê-las é fazendo um passeio de barco, incluindo as ilhas da região. Um dos roteiros mais conhecidos é o que leva às ilhas Duas Irmãs, Comprida, Araújo, Rasa, Algodão e Catimbau, e às praias Vermelha e da Lula.
Em Parati não deve deixar de visitar o centro histórico. Durante o dia poucas coisas abrem mas a noite todas as casinhas ficam abertas com uma enorme variedade de lojas e restaurantes, devido o calçamento prefira tênis.
O mais tradicional passeio de barco circula pelas ilhas próximas e pelas praias Vermelha e da Lula. Já quem busca cenários mais rústicos, a dica é ir de barco até a Ponta de Cajaíba e de lá seguir por trilhas para as praias de Martim de Sá e Grande da Deserta.
Casa da Cultura, espaço inaugurado em 2004 tem como destaque a exposição permanente.
Igreja de Santa Rita dos Pardos Libertos mais antiga da cidade foi erguida em 1722, de frente para o mar.
Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios antiga capela que deu origem ao povoado de Paraty, a matriz foi construída em 1873.
Igreja de Nossa Senhora das Dores erguida de frente para o mar em 1800.

    

Principais Praias
Praia Trindade: para os mais jovens e aventureiros as praias de Trindade são as preferidas, já que lá as condições são muito boas para a prática de esportes náuticos e ainda são perfeitas para quem busca a tranquilidade junto a natureza preservada.
Praia Jabaquara: Praia extensa com acesso pelo caminho que vai ao Forte Defensor Perpétuo. É famosa por suas lamas medicinais. O famoso Bloco da Lama faz sua concentração aqui para que seus participantes possam se "fantasiar"de seres pré-históricos.Praia ideal para velejar, andar de pedalinho. Boa para crianças pois não possui ondas. Tem muitos quiosques e barzinhos ao longo da praia.
Praia do Pontal: É a praia do Centro de Paraty. Rodeada de barzinhos, torna-se um agradável lugar para passear e saborear espetinhos de camarão, peixinho frito e beber água de coco. Daqui saem veleiros e barcos de passeio. Antigamente era um estaleiro.
Praia Vermelha: Bela praia com areias avermelhadas, com acesso apenas por barco, sendo um dos pontos de parada das escunas.
Praia Saco da Velha: Praia com pequena extensão de areia é ponto de parada de passeios de escuna. Somente pode ser acessada pelo mar. As águas são muito tranquilas, sem ondas, e tem a mata natural muito preservada. Uma família que habita no local possui um bar que oferece bebidas e petiscos.
Praia da Lula: Bonita praia onde a maioria das escunas fazem parada. Suas águas são claras e limpas


  

  

 

 

Todas as fotos deste site  são de autoria de Antonio Alberto Q. Castro (Cidade de Tucuruí).