VIAGENS E IMAGENS 

images/navbar1x4.gif

 HOME  |  DESTINOS  |  QUEM SOMOS  |  CONTATO  |  DICAS
 
Principais destinos:
Belém
São Luis
Fortaleza
Natal
João Pessoa
Recife
Maceió
Aracaju
Salvador
Rio de Janeiro
São Paulo
Curitiba
Florianópolis
Porto Alegre
Belo Horizonte
Palmas
Brasília
Porto Velho
Vitoria e Vila Velha
Manaus
Boa Vista
 
Destinos Nacionais
 
Destinos Internacionais
 
Destino dos sonhos
 
Roteiros
 
Bate e Volta
 
Página inicial
 


SALVADOR

     
Salvador é uma das mais belas e visitadas cidades do Brasil. Reúne inúmeras atrações para todos os gostos: praias e belezas naturais, locais históricos, que remetem ao inicio da colonização brasileira, muita música, gastronomia típica, religiosidade, capoeira, além de possuir o maior carnaval do mundo.
Impossível pensar em Salvador e não lembrar imediatamente de locais como Elevador Lacerda, Farol da Barra, Mercado Modelo, Pelourinho e Igreja do Senhor do Bonfim. Não é a toa que Salvador é conhecida como a capital da alegria, pois é muito hospitaleira com todos que a visitam, acolhendo os visitantes do mundo inteiro com muitos sorrisos e oferecendo os melhores e mais surpreendentes roteiros. A mistura de raças, credos e cores formou uma cultura singular em Salvador, que está presente em todas as partes da cidade, durante o ano todo, podendo ser apreciada em sua mais diversas manifestações, como a capoeira, o candomblé, a percussão, as danças e o carnaval.
 
Dicas de hospedagem- a Barra é um bairro com opções econômicas, onde é possível pegar transportes para toda parte. Pituba e Rio Vermelho é a segunda opção, são áreas mais residenciais e com boa estrutura - o comércio é ótimo nessa região e não faltam opções de restaurantes. Na direção norte ficam os hotéis estilo resort - mais caros, porém com mais estrutura. Se sua idéia é ir a Salvador na alta temporada, planeje e reserve o hotel com antecedência. No Carnaval tudo fica mais caro e é praticamente impossível encontrar quartos vagos em cima da hora.
 
Dicas gerais- tenha cuidado ao andar sozinho pelos pontos turísticos da capital baiana. Muitas pessoas ficam por esses lugares oferecendo “presentes”. Não é presente, não caia nessa, no período de carnaval redobre a atenção e use doleiras que é uma espécie de polchete para usar por baixo da calça.
Se você quer conhecer um lugar que fica distante de onde está hospedado, programe-se para sair com antecedência. Nos horários de entrada e saída do trabalho e nas sextas-feiras à noite, o trânsito pode ser bem caótico na cidade.
evite andar com pertences caros
- É proibido circular de carro no Pelourinho. Use um calçado confortável no dia que você reservar para conhecer o bairro.
 
 A melhor época para ir- Salvador é quente na maior parte do ano, por isso leve roupas leves para sua viagem e tenha todos aqueles cuidados que são aconselhados no verão, como beber água e usar protetor solar. Se preferir agitação vá a Salvador no Réveillon ou no Carnaval mas se preferir tranquilidade fuja da cidade nesses dias de festa.
 
Passeios- Ilha de Itaparica- a Ilha de Itaparica é um destino interessante para quem gostaria de explorar os arredores de Salvador. Lá você encontra boas praias, como Ponta de Areia e Manguinhos, e diversas casas de praia de quem vai para a Ilha em busca de sossego. Na lista de hospedagens há todo tipo de estabelecimento, incluindo o renomado Club Med. Praia do Forte- a Praia do Forte merece um passeio de um dia inteiro! A vila é uma graça, com diversas lojinhas e restaurantes rústicos. Em boa parte das ruas não é permitido o trânsito de carros, favorecendo ainda mais a tranquilidade de quem está caminhando. A praia é bem calminha, um  bom lugar para tirar fotos. Passeio de escuna nas ilhas da Baía de Todos os Santos- um dos passeios mais procurados pelos que chegam em Salvador. Em cada ilha,o passeio possibilita uma bela vista da cidade de Salvador. A partir da Baía de Todos os Santos e Forte São Marcelo. Você vai fazer a travessia da Baía de Todos os Santos, com parada em Ponta de Nossa Senhora, na Ilha dos Frades e em Ponta de Areia, na Ilha de Itaparica.
 
Principais atrações- O que não falta em Salvador são lugares para conhecer. O novo e o antigo estão em harmonia na cidade e proporcionam ao turista um verdadeiro leque de opções. Como grande parte dos pontos turísticos ficam próximos ao mar, além do belo visual, você pode aproveitar para desfrutar do pôr do sol ao fim do dia.
Pelourinho- quem gosta de história não pode deixar de começar um roteiro na cidade visitando o Pelourinho. Ele é um centro da cultura africana no Brasil, cheio de museus, igrejas, lojas de artesanato e construções históricas. É um lugar para ir durante o dia e com pique para andar, porque carros não são permitidos, nenhum outro lugar reflete tão bem a alma da Bahia quanto o Pelourinho. Considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o bairro na Cidade Alta, tem mais de 800 casarões dos séculos 17 e 18. Vielas, ladeiras e largos concentram igrejas, museus, restaurantes, lojas e um vaivém de gente de Salvador, do Brasil e do mundo.
Centro Histórico- reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade, preserva até os dias de hoje construções do período colonial. São sobrados, solares, palacetes, igrejas e conventos construídos nos estilos ibérico e barroco, que foram restaurados, mas mantendo suas características arquitetônicas originais.
O Centro Histórico de Salvador compreende a área que vai da Praça Municipal – onde está o Elevador Lacerda – até o Largo de São Francisco, englobando também o Terreiro de Jesus, Pelourinho, Praça Castro Alves e Mercado Modelo.
Elevador Lacerda- um dos pontos turísticos mais visitados de Salvador, inicialmente tinha a função ligar as cidades Alta e Baixa. Sua construção começou em 1869, por meio da iniciativa de Antônio de Lacerda, e passou a funcionar em 1873.
Farol da Barra- desde o descobrimento do Brasil, a Barra teve importância estratégica para defesa da colônia pelos portugueses. Em 1536, no local onde hoje está o Farol, foi erguido o Forte de Santo Antônio da Barra, que defendeu a cidade de inúmeras invasões estrangeiras.
Mercado Modelo- é hoje o maior centro de artesanato da América Latina, onde se pode encontrar peças típicas da cultura baiana, como as famosas fitinhas do Senhor do Bonfim, patuás, figas, berimbaus e outros instrumentos musicais, bordados e rendas, além de todo tipo de pimenta e temperos.
Igreja de Senhor do Bonfim- É a mais tradicional igreja de Salvador, quiçá a mais famosa do Brasil. Foi erguida na Colina Sagrada, a partir de 1745, e é em suas escadarias que ocorre a famosa festa da Lavagem do Bonfim.
Símbolo marcante da Bahia são as fitas coloridas que ficam nas grades da igreja.
Forte São Marcos- em 1965, depois da invasão holandesa, teve início a construção de um forte para proteger o antigo Porto de Salvador e parte da Cidade Alta. Esta construção circular feita em um banco de areia foi concluída somente no ano de 1728.
Lagoa do Abaeté- localizada no imortalizado bairro de Itapuã, a lagoa é resultado do represamento de rios e águas da chuva, cercada por dunas e vegetação nativa, formada por espécies raras da flora baiana. Em 1993, a área de preservação do Abaeté se torna um Parque Ambiental e hoje possui bares, restaurantes, lojas de artesanato e barracas de comida típica.
Morro do Cristo- o morro do Cristo fica próximo à praia da Barra e guarda uma pequena estátua de Cristo. A atração fica por conta do visual do lugar, que é lindíssimo. Muitos aproveitam para pegar sol ou ficar apenas descansando, sentindo o ventinho fresco que vem do mar. É a melhor vista que se tem do Farol da Barra.
Igreja e Convento de São Francisco- centenas de quilos de ouro – uma tonelada, diz a lenda - foram usadas para revestir os altares da igreja mais rica do país, com talhas de anjos, animais e flores.
Memorial Irmã Dulce- mais de nove mil peças ajudam a preservar os ideais da freira baiana no memorial, que fica na sede do projeto Obras Sociais Irmã Dulce. São fotografias, hábitos usados pela religiosa, documentos, livros, diplomas, medalhas e objetos pessoais, além do quarto onde está uma cadeira na qual ela dormiu por mais de 30 anos.
Para quem tem pouco tempo, o city tour oferecido pelo Salvador Bus é boa opção. O ônibus de dois andares, com o segundo panorâmico, percorre os principais pontos da capital, como Pelourinho, Elevador Lacerda, Igreja do Bonfim, Marina, Dique do Tororó e Mercado Modelo. São cinco veículos e é possível descer e seguir na linha seguinte. Sem trocar de carro, o tour leva em média três horas e meia.
  
Onde comprar- Para comprar souvenirs, como fitinhas do Senhor do Bonfim, berimbau e patuás, circule pelo Mercado Modelo, considerado o maior centro de artesanato da América Latina. Já para adquirir obras de arte, roupas, acessórios e artigos para casa, as lojas do Pelourinho são boas opções. Nos estabelecimentos do Instituto Mauá (Pelourinho e Barra), uma organização mantida pelo governo para incentivar o artesanato no estado, há peças de várias comunidades de artesãos da Bahia, como trabalhos de madeira e coco de Rio das Contas, cerâmicas de Maragogipinho, cestarias de Massarandupió e redes de Paulo Afonso. Para os fãs dos shoppings, Salvador possui vários, entre eles, Salvador Shopping e Iguatemi (Caminho das Árvores), além do Shopping Barra.
 
Praias- Apesar de a orla em Salvador ser uma das maiores do Brasil, as praias urbanas não são as melhores e estão sempre lotadas no verão. Para aproveitar essas praias, o ideal é ir em um dia útil, quando o espaço na areia não é tão disputado.
Na parte urbana, as praias mais interessantes para conhecer são a do Farol, da Barra e a do Buracão. Enquanto na praia do Farol o espaço é disputadíssimo e indicado para quem gosta de ondas fraquinhas e piscinas naturais, a praia do Buracão é legal para quem gosta de ondas. O Buracão é, inclusive, uma das praias que mais têm feito sucesso entre os jovens.
Quem busca sossego não pode deixar de conhecer Stella Maris e Flamengo, praias famosas de Salvador. Ambas são frequentadas por pessoas da classe alta e, diferentemente das praias mais urbanas, suas areias são mais extensas - ou seja, o tumulto costuma ser menor. As águas são verdes e mornas, e sua agitação depende da maré - é constante a formação de piscinas naturais.
 

AQUI FOTOS DE SALVADOR

   

 

 

Carnaval- Com um capitulo a parte o carnaval de Salvador por ser um dos mais concorridos Carnavais do país, atrai foliões ávidos por correr atrás dos trios elétricos que desfilam dia e noite. Três circuitos agitam a cidade: Osmar, que pega fogo no domingo, segunda e terça de Carnaval, reunindo as mais conhecidas bandas de axé que desfilam pelo Campo Grande; Dodô, com os chamados trios alternativos e que circulam entre as praias da Barra e da Ondina; e Batatinha, que movimenta o Pelourinho com clima de Carnaval de antigamente, regado a muita marchinha.

Uma das melhores maneiras de curtir a festa é comprando um abadá, uma camiseta que identifica o bloco e permite dançar protegido por um cordão de isolamento, com direito a caminhões de apoio que funcionam como banheiros, bar e posto médico. Outra alternativa são os camarotes, que permitem assistir aos desfiles de vários trios. Quem preferir ficar na “pipoca”, como é chamada a turma que brinca nas calçadas, deve ter cuidado, uma vez que a multidão é grande. Os abadás mais baratos são os dos blocos alternativos, que desfilam de quinta a sábado. De domingo a terça, os dias oficiais de desfiles, as camisetas ficam mais caras.

Circuitos- Osmar  (ou Avenida ou Campo Grande) o circuito tem seis quilômetros e percorre o centro da cidade, começando no Corredor da Vitória, cortando a praça do Campo Grande e descendo a Avenida Sete de Setembro. Nos três últimos dias do Carnaval é cenário de concorridos trios como Asa de Águia e Ivete Sangalo.

Dodô (ou Barra-Ondina ou Alternativo) o percurso de quatro quilômetros liga a praia da Barra à de Ondina. O charme fica por conta dos trechos que descortinam a Baía de Todas os Santos. O movimento é maior de quinta sábado, quando desfilam os chamados blocos alternativos.

  

Mercado Modelo                                                                                                                   Escultura Mario Cravo

  

Praça Thomé de Souza (Rua Chile)                                                                 Baia de Todos os Santos                

  

Forte São Marcos                                                                                  Baia de Todos os Santos

  

 

Todas as fotos deste site  são de autoria de Antonio Alberto Q. Castro (Cidade de Tucuruí).