VIAGENS E IMAGENS 

images/navbar1x4.gif

 HOME  |  DESTINOS  |  QUEM SOMOS  |  CONTATO  |  DICAS
 
Principais destinos:
Belém
São Luis
Fortaleza
Natal
João Pessoa
Recife
Maceió
Aracaju
Salvador
Rio de Janeiro
São Paulo
Curitiba
Florianópolis
Porto Alegre
Belo Horizonte
Palmas
Brasília
Porto Velho
Vitoria e Vila Velha
Manaus
Boa Vista
 
Destinos Nacionais
 
Destinos Internacionais
 
Destino dos sonhos
 
Roteiros
 
Bate e Volta
 
Página inicial
 


                                       VALPARAISO                                           

 

Cercada por morros, a portuária Valparaíso tem elevadores centenários e espírito boêmio

Uma cidade portuária com casas coloridas e rodeada por 45 cerros (morros), cada um com sua visão particular do Oceano Pacífico. Assim é Valparaíso, patrimônio cultural da humanidade, aquele velho título da Unesco para cidades charmosas e com história nas fachadas de suas casas. Seus elevadores centenários, que facilitam a subida em alguns desses morros, suas construções antigas e o espírito alegre e boêmio de seu povo encantam qualquer turista. Suas ruas, estreitas e cheias de beleza, são um convite para andar sem preocupação, sempre com uma câmera em punho para registrar o colorido da cidade.

 As vocações para pesca e atividades portuárias fazem de Valparaíso a capital da 5ª Região --que corresponde aos Estados brasileiros. Está 118 km a noroeste de Santiago. Não consta uma data oficial de fundação da cidade, mas acredita-se que tenha sido descoberta pelo explorador espanhol Juan de Saavedra em 1536. De uma cidade com população inexpressiva no período colonial, Valparaíso chegou a 300 mil habitantes e se tornou o principal porto do país.

 Sem contrastar com edifícios modernos, praticamente inexistentes, as construções em estilo neoclássico e art noveau conferem a Valparaíso uma aparência de cidade do século 19. Algumas dessas construções estão em péssimo estado de conservação, mas nem por isso perdem seu charme. O turista tem a impressão de estar em outra época.

Os "ascensores", espécie de elevadores que levam os transeuntes para os muitos cerros, conferem este clima de cidade de época, sem dúvida uma característica particular do local. A cidade conta com monumentos dedicados aos heróis da guerra do Pacífico, entre Chile e Peru, que tinha a Bolívia como aliada, no século 19. A Plaza Sotomayor reúne, além do belíssimo prédio da Armada de Chile, o Monumento a los Héroes de Iquique (batalha final da guerra). Há ainda o Museo Naval y Marítimo no Cerro Artillería, que demonstra que o tom ufanista ainda persiste quando se trata de relembrar assuntos relacionados à fronteira com seus vizinhos. É também sede do Congresso Nacional do país desde 1980.

Fonte: Uol Viagens

AQUI + FOTOS

 

 

 

  

  

  

 

Todas as fotos deste site  são de autoria de Antonio Alberto Q. Castro (Cidade de Tucuruí).